1- Historial
  2- Reciclagem
  3- Reciclagem Papel
  4- Reciclagem Caseira
  5- Links
 
 
 
 

 

 
 
 
 
 
 
 
 

 

 

 

 

 

 
 
 
 
 
 

 

 
 
  
  

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Lixo
Um dos maiores problemas do mundo moderno é o lixo. Diariamente milhares de toneladas são recolhidas de residências, hospitais, escritórios e empresas em geral. A quantidade de lixo produzida tende a aumentar e outro problema é onde colocá-lo. Essa dificuldade é maior quando associada aos custos para se criar aterros sanitários.

Em contraposição a essas práticas, ecologicamente incorrectas, vem-se estimulando o uso de métodos alternativos de tratamento como a compostagem e a reciclagem ou, dependo do caso, incineração.

A incineração (queima do lixo) é a alternativa menos aceitável. Provoca graves problemas de poluição atmosférica e exige investimentos de grande porte para a construção de incineradoras. A compostagem é uma maneira fácil e barata de tratar o lixo orgânico (detritos de cozinha, restos de poda e fragmentos de árvores). A reciclagem é vista pelos governos e defensores da causa ambiental como solução para o lixo inorgânico (plásticos, vidros, metais e papéis).

Com a reciclagem é possível reduzir o consumo de matérias-primas, o volume de lixo e a poluição. A reciclagem é a forma mais racional de eliminação de resíduos, pois o material usado volta para o ciclo de produção (nas indústrias ou na terra), o que soluciona o problema de superlotação nos aterros sanitários.


O Que é reciclagem?

Reciclagem é um conjunto de técnicas que têm por finalidade aproveitar os detritos e reutiliza-los no ciclo de produção de que saíram. E o resultado de uma série de actividades, pela qual materiais que se tornariam lixo, ou estão no lixo, são desviados, colectados, separados e processados para serem usados como matéria-prima na manufactura de novos produtos.

O vocábulo (reciclagem) surgiu na década de 1970, quando as preocupações ambientais passaram a ser tratadas com maior rigor, especialmente após o primeiro choque do petróleo, quando reciclar ganhou importância estratégica. As indústrias recicladoras são também chamadas secundárias, por processarem matéria-prima de recuperação. Na maior parte dos processos, o produto reciclado é completamente diferente do produto inicial.

Por que Reciclar ?  
Com a colaboração do consumidor, podemos facilitar ainda mais o processo de reciclagem. Sendo os principais factores de incentivo à reciclagem de papel, além dos económicos, são: a preservação de recursos naturais (matéria-prima, energia e água), a minimização da poluição e a diminuição da quantidade de lixo que vai para os aterros. Dentre estes, certamente o último é o que tem tido maior peso nos países que adoptam medidas legislativas em prol da reciclagem.
Os benefícios da reciclagem são inúmeros. Vejamos alguns deles: 
- diminuição da quantidade de lixo a ser aterrado, levando-se em consideração que 30% em peso do lixo gerado corresponde a materiais que poderiam ser reciclados; 
- preservação dos recursos naturais: 54 pinheiros com altura média de 12mts. e diâmetro médio em torno de 12cm com densidade básica de 300Kg/seco/m3 corresponde a 1 ton. de pasta celulósica, ou ainda, 34 árvores de eucalipto com altura média de 12mts e diâmetro médio em torno de 12cm com uma densidade básica de 500Kg.seco/m3; 
- economia de energia: processo de fabricação do papel 2 vezes.
- diminuição da poluição do meio ambiente; 
- geração de empregos em um novo tipo de segmento, a indústria da "reciclagem";
- menos poluição do ar, da água e do solo;
- melhora a limpeza da cidade, pois o morador que adquire o hábito de separar o lixo, dificilmente vai deitar o seu lixo nas vias públicas;
- gera renda pela comercialização dos recicláveis;
- minimiza o esgotamento dos recursos não-renováveis; 
- diminui o desperdício;
- dá oportunidade aos cidadãos de preservarem a natureza de uma forma concreta, tendo mais responsabilidade com o lixo que geram.
Rui Meira 2002 ( me@rudzer.com )